Home Gastrofolias O melhor pão do mundo é feito pelos portugueses

O melhor pão do mundo é feito pelos portugueses

Portugal tem o melhor pão do mundo, e é presença constante na vida e cultura. Já Amália cantava: numa casa Portuguesa fica bem Pão e Vinho sobre a mesa.

1256
0

Portugal tem o melhor pão do mundo e é presença constante na vida e cultura portuguesa. Já Amália cantava: numa casa Portuguesa fica bem Pão e Vinho sobre a mesa.

É ao pequeno-almoço, ao almoço, ao lanche, ao jantar e até à ceia! Os portugueses têm um fraquinho por pão e não passam uma refeição sem saborear uma boa fatia, seja torrada com manteiga logo pela manhã, para acompanhar uma refeição ou até como sobremesa!

Em Portugal, a tradição de comer pão perde-se no tempo e é um dos alimentos que está na base da alimentação portuguesa. Feito à base de três cereais – milho, centeio e trigo – é diferente de região para região tanto na forma, como na cor, no gosto ou na textura do miolo, sendo usado em pratos tradicionais ou até em doces.

Em Portugal existem mais de cem variedades de pão. Conheça algumas delas:

Pão alentejano

O melhor pão do mundo
Pão alentejano – O melhor pão do mundo

De grandes dimensões e miolo compacto é bastante usado em pratos de açordas, ensopados e migas à alentejana, além de doces como fatias douradas.

Pão de centeio

O melhor pão do mundo
Pão de centeio – O melhor pão do mundo

Neste tipo de pão, de cor mais escura, a farinha de trigo é substituída por farinha de centeio e é um pão rico em fibras.

Pão de milho ou Broa de Milho

O melhor pão do mundo
Broa de milho – O melhor pão do mundo

Pão de mistura de tom amarelado, cujo fabrico é feito à base de farinha de milho. O miolo é denso e macio, sendo muito apreciado como entrada, acompanhado com um bom queijo.

Pão de Mafra

O melhor pão do mundo
Pão de Mafra – O melhor pão do mundo

Com vários formatos – redondo, comprido ou em bolas – este pão de farinha de trigo e centeio, feito com elevada quantidade de água, é bastante apreciado pelo miolo macio e crosta rija.

Diz-se que é descendente do pão saloio, produzido nos arredores de Lisboa (zona saloia) e que remonta ao século XIX. Nessa altura, quando se demorava um dia da zona saloia a Lisboa, a crosta resistente ajudava a conservar o miolo.

Papo-seco ou carcaça

O melhor pão do mundo
Papo-seco – O melhor pão do mundo

Pequeno pão de farinha de trigo e uma presença quase obrigatória ao pequeno-almoço ou ao lanche, acompanhado com fiambre e queijo, na versão sandes mista.

Broa de Avintes

O melhor pão do mundo
Broa de Avintes – O melhor pão do mundo

Pão tradicional de Avintes, Vila Nova de Gaia, castanho-escuro e denso, sabor intenso e agridoce, feito à base de farinha de milho e centeio.

Pão com chouriço

O melhor pão do mundo
Pão com chouriço – O melhor pão do mundo

Frequente em festas e feiras, é mais apreciado acabado de sair do forno, sendo o seu interior recheado com fatias de chouriço.

Bôla de carne

O melhor pão do mundo
Bôla de carne – O melhor pão do mundo

Típico de Trás-os-Montes, este tipo de pão é recheado com sobras de carnes e diferentes tipos de enchidos.

Pão por Deus

O melhor pão do mundo
Tradicional saco de pano para Pão por Deus – O melhor pão do mundo

Apesar do nome remeter para pão, trata-se na verdade de um ritual de peditório feito por crianças e cuja prática está relacionada com cerimoniais do culto dos mortos.

Antigamente era costume oferecer pão, bolo, vinho e outros alimentos aos defuntos.

Hoje em dia, no dia 1 de novembro, Dia de Todos-os-Santos, as crianças saem à rua para pedir o Pão por Deus de porta em porta.

Fogaça

O melhor pão do mundo
Fogaça – O melhor pão do mundo

Pão doce tradicional de Santa Maria da Feira, com um formato que faz lembrar a torre de um castelo. Tem um sabor adocicado, com um travo a canela e textura leve e macia.

O pão na gastronomia

Ensopados

O melhor pão do mundo
Ensopado – O melhor pão do mundo

Guisados de carne ou peixe onde o pão é um dos ingredientes principais. É um prato tradicional da gastronomia alentejana e há vários tipos de ensopados, de carne ou peixe.

Migas ou Açorda​

O melhor pão do mundo
Açorda – O melhor pão do mundo

Este é um prato típico de regiões como o Ribatejo e o​ Alentejo.​ ​É​ frequentemente descrito como um prato de pastores, em que se aproveita as sobras de pão duro.

Os pedaços, previamente humedecidos em água, azeite ou banha com alho, formam uma papa.

O melhor pão do mundo
Migas com entrecosto frito – O melhor pão do mundo

No Alentejo ​​esta papa é ​frita ​até ficar consistente e dourad​a​ e ganha o nome de Migas. A Açorda mais famosa nos restaurantes é a de marisco, mas se tiver a sorte de ser convidado para ir almoçar a casa de um local vai descobrir variações infindáveis e deliciosas deste prato nacional.

Açorda Alentejana​

O melhor pão do mundo
Açorda alentejana – O melhor pão do mundo

Esta é uma sopa típica da região do Alentejo e é diferente de todas as outras açordas. Porquê? Simplesmente porque é mantida em caldo!

O pão fatiado é colocado no fundo do prato e regado com água ​que ferveu​ com alho, sal e azeite, mistura à qual se acrescentam ervas aromáticas como coentros ou poejo.

Serve-se com um ovo escalfado e ​pode acrescentar-se ainda uma posta de bacalhau.

Doces com pão? Só no nome

Rabanadas

O melhor pão do mundo
Rabanadas – O melhor pão do mundo

Este é um dos doces obrigatórios à mesa portuguesa na noite de Natal.

As fatias de pão, depois de molhadas em leite ou calda de açúcar, são depois passadas por ovo e fritas. Por fim são polvilhadas de canela ou com calda de açúcar.

Pão de rala

O melhor pão do mundo
Pão de Rala – O melhor pão do mundo

Esta é uma das sobremesas que integra a lista da doçaria tradicional portuguesa. Feito com bastantes ovos, açúcar, raspa de limão, amêndoas e gila.

Este é um doce típico do Alentejo que a única coisa que tem em comum com o pão é o seu formato.

Pão de ló

O melhor pão do mundo
Pão de Ló – O melhor pão do mundo

Bolo feito à base de ovos, açúcar e farinha de trigo, existem várias versões consoante as regiões do país: Alfeizerão, Ovar ou Arouca.

Extremamente leve, este bolo tem uma fina côdea húmida, de cor acastanhada, que protege uma massa cremosa amarelo-ovo. Uma iguaria por norma protegida por papel de linho branco.

Fonte: Taste of Lisboa
_

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.