Home Gastrofolias Peixes e enguias, de conluio, no Baixo Mondego

Peixes e enguias, de conluio, no Baixo Mondego

Desvendamos segredos em que tropeçámos ali para as bandas do Baixo Mondego. Serão amigos ou... mesmo amantes?

231
0
Peixe e enguias - Baixo Mondego

Fomos dar com eles aos segredinhos, a planear ida conjunta para o prato. Bem fritos e com molhos separados, como convém a uma combinação que se quer ainda mais provocante.
Pusemo-nos à escuta e… descobrimos tudo!
Desvendamos agora segredos com topámos ali para as bandas do Baixo Mondego.

Vistas do Castelo de Montemor
Campos do Baixo Mondego, vistos do Castelo de Montemor-o-Velho | Imagem de: Maria Rodrigues‎ | Clique para ampliar

Comparsas

20 a 24 peixinhos de rio e um quilo e duzentas gramas de enguias pequenas. Também não vai faltar o azeite para fritar e o sal.

Pensando que podiam passar desapercebidos, disfarçam-se com os tais molhos separados:

Os peixes:

• Colorau q.b. | Polpa de tomate q.b. | Vinho branco | Vinagre branco | Alho | 1 folha de louro | Piripíri q.b. | Sal e pimenta a gosto |

As enguias:

• 2,5 dl de vinho branco | 2,5 dl de vinagre branco | 2 dentes de alho | Louro | Sal e pimenta a gosto |

Praia Fluvial Baixo Mondego
Campos do Baixo Mondego, vistos do Castelo de Montemor-o-Velho | Imagem de: Maria Rodrigues‎ | Clique para ampliar

Agora que já dispõem de roupagens e acessórios, vão começar a aperaltar-se.

Os peixes:

• Arranjam-se e temperam-se com sal. Fritam-se em óleo muito quente. Escorrem-se bem antes de servir.

As enguias:

• Cortam-se as cabeças, amanham-se, lavam-se e colocam-se de molho durante 1 hora, em água e sal. Seguidamente, escorrem-se e espetam-se em espetos de madeira, de maneira a ficarem com o aspecto de uma mola e fritam-se em azeite.

Peixinhos de rio
Peixinhos de rio, amanhados por mão hábeis e sábias | Fotografia de Antunes Amor | Clique para ampliar

Mas, vaidosos como são, não iam para a mesa sem se alindarem…
Ainda faltam os molhos!

Os peixes:

• Colocam-se num tacho o colorau, a polpa de tomate, o alho picado, o piripíri, uma folha de louro, uma pitada de sal, pimenta a gosto, um pouco de vinagre e vinho branco. Leva-se ao lume para ferver durante 20 minutos. Serve se o molho à parte, regando a gosto e acompanhando com broa.

As enguias:

• Junta-se o vinagre, o vinho branco, os dentes de alho, o louro, o sal e a pimenta e deixa-se de infusão durante algumas horas.

Peixes de rio e enguias fritas

Quase, quase tudo pronto para dar início ao repasto.
Falta apenas deitar os respectivos molhos sobre os peixes e sobre as enguias.
E… algum tempo depois estará “no ponto” para servir!

Peixinhos de Rio
Há quem se queixe de que o peixe de rio tem muitas espinhas… Não gostam? Não comam. Nós gostamos muito. | Imagem inserida por Rui Bondoso | Clique para ampliar |

• Espreite mais receitas aqui!

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.1172706822744474.1073741832.261928367155662&type=3

Saborear as Regiões, defender o Património Gastronómico Português!

Siga as ligações. Veja as receitas. Experimente. E venha contar!

• FONTE:
Receitas e Sabores dos Territórios Rurais, editado pela Minha Terra – Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.