Home Gastrofolias Gordo, saboroso, castrado: Capão de Freamunde!

Gordo, saboroso, castrado: Capão de Freamunde!

Chamam-lhe o rei eunuco da gastronomia portuguesa. Não canta, não gala, não tem crista... Ganha no físico e deslumbra no sabor!

1023
0
Capão

Grande capão! Cortam-lhe a crista, com uma incisão acima da cloaca retiram-lhe os testículos e …fica a engordar para o Natal.
Castrado, o galo torna-se mais corpulento e as suas carnes mais macias, suculentas e apetitosas. Não canta, não gala, mas tem um físico impressionante…!!!

Capão
Fotografia: Armindo Mendes. (Clique para ver a imagem original)

Na Idade Média o capão já era considerado iguaria digna de ir à mesa do rei, como tal sendo referida por historiadores, cronistas e outros autores como D. Francisco Manuel de Melo e Gil Vicente.
Mas a origem desta prática remonta ao tempo dos romanos que, no ano de 162 A.C., terão proibido o consumo de carne de galinha, para pouparem nos cereais em grão.
Os criadores de aves descobriram então que, após a castração, os galos duplicavam de peso, possibilitando a diminuição do consumo de cereais. Ao mesmo tempo que esta prática enriquecia o sabor da carne…

Capão
Fotografia: Armindo Mendes. (Clique para ver a imagem original)

Saber escolher um bom capão exige saberes específicos, porque um animal mal capado perde o seu valor, sendo então chamado rinchão.
A compra e escolha de um bom capão faz‑se sobretudo na Feira dos Capões em Freamunde, que se realiza todos os anos no dia 13 de Dezembro, dia de Santa Luzia. Feira oficialmente instituída por D. João V em 1719.

Como já é um hábito, a edição deste ano surge antecedida pela Semana Gastronómica Capão à Freamunde.

Para crescer água na boca, passe por este vídeo da Ader-Sousa:

Fica aí a receita.
Mas… o capão tem de ir comprar a Freamunde!

• Espreite mais receitas aqui!

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.1172706822744474.1073741832.261928367155662&type=3Saborear as Regiões, defender o Património Gastronómico Português!

Siga as ligações. Veja as receitas. Experimente. E venha contar!

• FONTE:
Receitas e Sabores dos Territórios Rurais, editado pela Minha Terra – Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.