Home Patrimónios Nas montanhas do Minho, Castro Laboreiro!

Nas montanhas do Minho, Castro Laboreiro!

O Castelo, a Igreja Matriz, o Pelourinho, as igrejas medievais, os fornos comunitários, os espigueiros os moinhos de água... E uma paisagem avassaladora no Parque da Peneda-Gerês.

1115
1
Castro Laboreiro

Bem lá no alto, quase a escorregar para a Galiza, no planalto de Castro Laboreiro.
Uma extensa área dentro do Parque Nacional da Peneda-Gerês, a 25 quilómetros de Melgaço, a sede do concelho.

Castro Laboreiro
Cascata de Castro Laboreiro | De: Nelson Ribeiro Photography | Clicar para ver a imagem original

Castro Laboreiro é uma das localidades mais emblemáticas do Parque. Possui um dos mais ricos patrimónios pré-históricos do país: Gravuras e pinturas rupestres, 120 Dólmenes (datados de há 5000 anos) e Cistas (monumentos megalíticos funerários).

Castro Laboreiro
Casas de Castro Laboreiro | De Fátima Rodrigues | Clicar para ver a imagem original

A aldeia possui um património histórico e arquitetónico de grande riqueza. Destaca-se um tipo próprio de construções castrejas: O Castelo de Castro Laboreiro (classificado como monumento nacional), a Igreja Matriz, o Pelourinho (datado do século XVI e classificado como imóvel de interesse público) as igrejas medievais, os fornos comunitários, os espigueiros e os moinhos de água ou azenhas.

Castro Laboreiro
O Pelorinho e a Matriz | De Fátima Rodrigues | Clicar para ver a imagem original

No cimo da montanha, a mais de mil metros de altitude, o isolamento levou a que os castrejos preservassem os seus modos de vida, costumes e tradições, defendendo-os de todas as influências estranhas. Ainda hoje persistem!

Castro Laboreiro
No Parque Nacional Peneda-Gerês, com paisagens espectaculares | De Diogo Miranda | Clicar para ver a imagem original

Destaque para as inverneiras e as brandas. Em meados de Dezembro, com a chegada do frio e dos nevões, as populações de Castro Laboreiro pegam nas suas roupas, utensílios caseiros e de lavoura e tangendo o gado, migram em massa para os vales, onde possuem uma segunda casa e uma segunda aldeia. (Rocha, 1993, p. 127). E ficam nas inverneiras, abrigadas do frio, até meados de Março.

Castro Laboreiro
Cá do Alto do Castelo… | De Alberto Costas Barreiro | Clicar para ver a imagem original

Serpenteada pelo rio Laboreiro

No Núcleo Museológico de Castro Laboreiro é possível reencontrar os hábitos, costumes e tradições das gentes de Castro. A Terra das viúvas dos vivos, nome a que os seus habitantes davam às mulheres cujos maridos, filhos e netos emigravam em busca de condições de vida melhores. E que passavam a vestir de negro – uma forma de luto a marcar tristeza das ausências…

Castro Laboreiro
Ponte da Dorna | De Christophe Afonso Photography | Clicar para ver a imagem original

É uma região de grande beleza, serpenteada pelo rio Laboreiro, atravessado por inúmeras pontes, vestígios das épocas romana ou medieval. Sobressaem a Ponte da Dorna, a Ponte da Capela, a Ponte Nova ou da Cava Velha e a Ponte Velha.

Castro Laboreiro
Ponte da Cava da Velha | De Christophe Afonso Photography | Clicar para ver a imagem original

Castro Laboreiro é também conhecido pelo seu fumeiro e enchidos, confecionados de forma tradicional, por mãos hábeis e com o saber acumulado de anos e anos de sobrevivência de gerações que habitaram aquele território.

Castro Laboreiro
Pelas encostas de Castro Laboreiro… | De Carla Rodrigues | Clicar para ver a imagem original

Um dos seus símbolos, que mereceu o estatuto de guardião daquelas terras, é o cão de Castro Laboreiro. A ele cabia a defesa dos rebanhos contra o predador, habitante secular daquelas terras, o Lobo.

Castro Laboreiro
Faz-se de noite em Portelinha | De Alberto Costas Barreiro | Clicar para ver a imagem original

Desportos de rio e de montanha durante todo o ano

Para completar o seu Roteiro de aventura e descoberta por aquele extremo norte de Portugal, espreite este vídeo e não perca as sugestões do Pedro Barbosa:

Da natureza ao bem-estar, passando pelo Alvarinho e pelo fumeiro, dando uma volta entre a cultura e o património, sem esquecer o desporto.
Descubra Melgaço. Aqui pode praticar os mais estimulantes desportos de rio e montanha durante todo o ano, experimentando um requintado vinho Alvarinho, num ambiente amigável e acolhedor.
Localizado a menos de duas horas do Porto e perto da Galiza, Melgaço é um destino a não perder.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.