Início Namoros Se não é “flor que se cheire”… É melhor não beber!

Se não é “flor que se cheire”… É melhor não beber!

114
4
COMPARTILHE
Flor venenosa

Flores que são beleza, paixão, deslumbramento, aconchego, mezinha…
Nas tisanas e outras providenciais infusões, exaltam prazeres de fragrância e sabor. Acrescentam poderes medicinais, determinam satisfação e culto.

Flor venenosa
Imagem: Ronald Tobias de Moraes

Da infância me ficaram a de laranjeira ou a de tília. Mais tarde, a descoberta da flor do sabugueiro, do poejo, da camomila, do alecrim…
E como (todos!) temos de ser vencedores, bem-sucedidos, simpáticos e esbeltos, segredaram-me depois a carqueja.
Anda por ai quem – se suspeitara da fama que ela tem de ajudar até a queimar calorias – não descansaria, montes e vales, à cata da flor.
Acabaria a emagrecer do exercício de umas caminhadas e de umas quantas subidas a pique. Lá se ia o negócio das pílulas, beberagens e outros aditivos que a publicidade fartamente quer impingir…

Amores e desamores de… flor!

• Pelo Jardim:

FlorViva quem é uma flor!

Apetece falar de flores. Vá se lá saber porquê…
Flores mesmo, sem subterfúgio ou segundo sentido de palavra.
Daquelas que nascem das hastes e ramos de… (Ler Mais)

FlorSaciar o fogo do desejo num corpo de flor!

Algumas, de tão provocantes e apetecíveis, apetece mesmo comer.
E então, quando sedosas ao toque, cheirosas e suaves, de formas bem desenhadas e cores cheias… (Ler Mais)

FlorBoas de comer ou venenosas de matar!

Como em tudo na vida, manda bom senso (e experiência!) que não se dispense a precaução. As escolhas têm de ser acertadas… Porque nem todas as flores são boas de comer: Algumas são… (Ler Mais)

FlorDa flor do sal à flor do vinho…

E, da mesma palavra… significados e sentidos tão diferentes: Da excelência da flor de sal aos melefícios da flor de vinho, um abismo!
Que nome poderia ter o sal de melhor qualidade e de… (Ler Mais)

FlorDa mesma flor, a abelha tira o mel e a vespa o fel

Na linguagem, no imaginário, no dia-a-dia… associamos as flores a quase tudo. E a partir delas fazemos afirmações significativas e… significantes.
Entre o “viva quem é uma flor” e o “não é flor que se… (Ler Mais)

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here